27 de fevereiro de 2013

Nike + House of Innovation


A Nike e a Agência Criativa ...,staat trabalharam juntas com a finalidade de atrair o público para uma vitrine na cadeia de lojas Selfridges – Londres.

A iniciativa acabou gerando o vídeo abaixo, mostrando que, muitas vezes, apenas um produto bem trabalhado no cenário é o suficiente para chamar atenção para uma marca.



O projeto tornou-se um grande evento dentro da própria Selfridges com uma mistura de música, cor, tecnologia, e os produtos anunciados na vitrine da Nike.



25 de fevereiro de 2013

Cocooning

       

         Termo do inglês que significa "encausulamento" é usado para nomear uma tendência que começou na década de 1990 e vem despontando como nunca nos últimos anos. Basicamente se refere ao fato das pessoas desejarem se distanciar dos outros indivíduos, pois julgam a convivência atual como cada vez mais insegura.
         Mais do que desejar ficar em casa, os consumidores querem trazer tudo para dentro de casa, ou do condomínio, como: academia, cinema, espaços gourmet que representam restaurantes e inclusive os home offices, que trazem a oportunidade de se trabalhar no aconchego do próprio lar.
       Esta macrotendência vem impactando principalmente o setor de design de interiores, uma vez que espaços públicos como bancos e shoppings estão apostando em decorações aconchegantes que simulam ou lembram as casas das pessoas.
         Da mesma forma a comunicação também se inclui nessa tendência, o fenômeno chamado de Tele-Cocooning explica o distanciamento físico entre os indivíduos na hora de se comunicar devido a necessidade de segurança. A praticidade de usar as tecnologias atuais para falar com o mundo todo sem sair de casa é outro benefício que atrai os consumidores para usufruir deste tipo de comunicação. É uma forma também das pessoas não se sentirem sozinhas, uma vez que podem ficar confortáveis e seguras fisicamente ao mesmo tempo que interagem com o mundo lá fora.


A imaginação literalmente na palma de suas mãos



Você já desejou levantar somente um traço do papel, e poder ver seu desenho se tornar algo real? Se você pensou “não pode ser real”, eu lhes afirmo com toda a certeza, agora isso é possível.
A empresa Wobble Works , mais precisamente os designers e engenheiros Peter Dilworth e Bogue maxwell, criaram a 3Doodler, um protótipo da primeira caneta de impressão 3d do mundo.
Ela foi feita com o plástico ABS, que é utilizado também no funcionamento das impressoras 3D. A 3doodler pode ser usada no ar, ou sobre superfícies, sua única restrição é precisar de energia elétrica, ou seja, é só ligar na tomada e literalmente soltar a imaginação. Muitos afirmam que esta caneta consiste na adaptação da própria impressora 3D de mesa, de maneira que possa ser manipulada mais facilmente.
Um de seus objetivos na criação era conceber algo inovador, tecnológico, compacto, fácil de usar, divertido, acessível, e que não exija de conhecimentos técnicos de softwares e computadores.
As possibilidades de criação são múltiplas, indo desde as formas básicas, joias, cartões postais até o nunca ainda visto em termos de inovações. Literalmente a imaginação está em suas mãos. 






Para saber mais acesse:

20 de fevereiro de 2013

Tatuagens Eletrônicas



O engenheiro eletricista Todd Coleman, da Universidade da Califórnia em San Diego, desenvolveu meios não invasivos de máquinas controladas através da mente, com técnicas que praticamente todos são capazes de usar. Sua equipe está desenvolvendo um eletrônico sem fio e flexível que pode ser aplicado na testa como uma tatuagem temporária para ler a atividade cerebral.

"Queremos algo que podemos usar no café para se divertir", diz Coleman.

Os dispositivos possuem menos de 100 microns de espessura, o diâmetro médio de um cabelo humano. Eles consistem de um circuito integrado com uma camada de borracha ou de poliéster, que lhes permitem esticar, dobrar e enrugar. Eles são pouco visíveis quando colocado sobre a pele, tornando-os fáceis de esconder dos outros.

Os dispositivos podem detectar sinais elétricos ligados com as ondas cerebrais, e incorporar células solares para alimentação, outros elementos podem ser adicionados também, como sensores térmicos e detectores de luz.

Usando as tatuagens eletrônicas, Coleman e seus colegas descobriram que podem detectar sinais cerebrais reflexivos dos estados mentais, tais como reconhecimento de imagens familiares. No caso da telepatia, basta aplicar a tatuagem sobre a garganta, pois quando a pessoa pensa em falar seus músculos da garganta contraem-se para formar o som das palavras mesmo que estas não sejam ditas, a tatuagem interpreta estes sons e os traduz em palavras.

São inúmeras as funções da tatuagem eletrônica, de telepatia à pilotar aviões, contudo, tal tecnologia está apenas em fase de testes não havendo previsão de quando seu uso será liberado.

18 de fevereiro de 2013

The Human Brain Project


       Com a pretensão de simular as funções do cérebro humano e um orçamento de US$ 1,6 bilhões, cerca de 200 pesquisadores estão trabalhando para desenvolver um supercomputador mil vezes mais potente do que os atuais.
        O grande objetivo do The Human Brain Project é reunir as informações presentes nos mais de 60 mil artigos publicados anualmente sobre o cérebro humano e com base nessas informações e contando com a ajuda de supercomputador, simular o funcionamento desse órgão, contribuindo assim para um melhor diagnóstico de doenças neurológicas.

             
      Além da contribuição para a área da saúde, as pesquisas  promoverão avanços na informática com o estímulo à criação dos chamados "computadores neuromórficos", máquinas que combinam o poder de processamento dos eletrônicos à flexibilidade da inteligência humana.
       O projeto deve durar 10 anos e reunir pesquisadores de 80 instituições ao redor do mundo. Assista abaixo o vídeo de divulgação do projeto:






15 de fevereiro de 2013

Vai um conselho aí?



Quantas vezes você não se deparou com um muro, em bancos de ônibus, ou até mesmo em banheiros públicos com recados anônimos que te fez rir ou simplesmente pensar no que leu?  Claro que muitas vezes acabam sendo somente besteiras, mas tenho certeza que algumas risadas você já deu.
Foi pensando nisso, que o designer gráfico Daniela Motta, juntou muitos destes recados anônimos que vemos pela cidade a fora e criou o livro “Me Dê um Conselho”, que reúne duas mil frases recheadas de bom-humor, sarcasmo e coisas para se pensar.
Com o sucesso, o livro agora virou também exposição. Tendo 20 conselhos que estão dentro da obra em grandes painéis, expostos nas estações de metrô da cidade de São Paulo, nos meses de fevereiro e maio.
Como diz um ditado muito conhecido, e vamos concordar; Quem avisa amigo é.










13 de fevereiro de 2013

Os (não tão) novos amiguinhos


Adolescentes e crianças da década de 1990, quem se recorda dos Furbies Babies? Bonequinhos robóticos de pelúcia e partes de plástico que, como o Tamagotchi, precisavam dos cuidados de seu dono como se fosse um bichinho de estimação de verdade. Para completar, os bichinhos (que me lembram Gremlins) falavam em seu próprio dialeto, o Furbish, e quanto mais você conversasse com ele, interagisse com ele, ele ia trocando seu dialeto pela sua língua mostrando seu "crescimento" até a fase "adulta".



Para quem sente falta dos bichinhos a Hasbro resolveu relançá-los no final de 2012 substituindo seus olhos gigantes de plástico por olhos de LED, e trazendo os smartphones com sistema iOS e Android para o sistema de alimentação dos Furbies (saiba mais no vídeo abaixo):



Aproveitando a onda dos Furbies a Bandai, responsável pelos Tamagotchis, irá relançar os bichinhos em forma de aplicativo para o celular (tanto para Android quanto para iOS), o download poderá ser feito a partir de amanhã (para o sistema android) pelo site da empresa gratuitamente.

Os Furbies ainda não têm data de lançamento no Brasil, contudo, pode-se encontrá-los facilmente no e-bay na faixa de 70-90 dólares.

12 de fevereiro de 2013

Aroma Futurista

 

  O Swallowable Parfum, projeto que está sendo desenvolvido pela bailarina e arquiteta Lucy McRae e pelo biólogo de Harvard Sheref Mansy, promete uma fragrância realmente exclusiva. São cápsulas para ingestão com um aroma que se mistura aos cheiros do seu próprio corpo, criando uma fragrância única para cada pessoa.




   O aroma é liberado através da transpiração e tem variação de intensidade influenciada pelas próprias mudanças cotidianas do corpo como: estresse, libido e temperatura corporal. Imagina quanto mais transpirar mais cheiroso(a) ficar? É o futuro chegando!
    








8 de fevereiro de 2013

As "armas" do bem



Pedro Reys, consagrado artista mexicano, que por muitas vezes já esteve envolvido na arte social, decidiu mais uma vez estar a frente de um projeto desde cunho.  Todos já ouvimos falar sobre estas campanhas que o governo faz para o desarmamento do país? Então, mas já ouviram falar na possibilidade de transformar armas em instrumentos musicais? Pois bem, agora isso é possível.
O artista foi chamado para transformar algo que até então tirava vidas, em novas possibilidades úteis que melhorem a sociedade, e a vida das pessoas.
Até hoje já foram idealizados 50 instrumentos musicais, entre eles, flautas, guitarras, baterias entre outros. E a respeito da utilização deste equipamentos, já foram utilizados por seis músicos, e o som originado foi muito bonito.
"É difícil de explicar, mas a transformação foi mais do que física. É importante considerar que muitas vidas foram tiradas com essas armas, como se uma espécie de exorcismo estava ocorrendo a música expulsou os demônios que eles detidas, além de ser um réquiem para vidas perdidas “, diz o artista.
A iniciativa, além de ser original é excelente, afinal, é muito bom saber que milhares de armas, hoje estão se transformando em algo realmente bom, em instrumentos por uma vida melhor.